A dor de um abandono

Lembro como se fosse ontem, você quebrou depois que construiu, deu um parque de diversões e depois fechou ele como se eu não fosse sentir falta, falta de tudo aquilo que me mostrou, apaguei tudo o que era seu da minha vida, inclusive seu número que já estava quase decorado em minha mente, seu amor me esquentava e hoje tudo é frio graças a seu egoismo intacto, me sentia em um filme cujo o diretor era você, naquela noite quando me pediu para fechar os olhos e cruzar os dedos prometendo e me fazendo prometer que nunca deixaríamos um ao outro, sua parte você não teve capacidade de cumprir.

Mas “baby” o bom é que o tempo cura o que as pessoas ferem, hoje quase não lembro de você nem da sua voz que me acalmava, não vejo mais suas redes sociais todos os dias e não tenho interesse em saber se está bem, você me disse que muitos fizeram você sofrer e eu nunca iria fazer isso, você deixou a pessoa certa para ficar com alguém errado, espero que eu esteja enganado mas, caso contrario não me procure quando estiver machucado, pois todos os analgésicos foram usados para controlar a dor que você causou.

 

Anúncios

2 comentários sobre “A dor de um abandono

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s