Confissões de adolescente

Simplesmente estou “In love” com esse filme, talvez tenha sido o melhor filme que já assisti relacionado aos conflitos da puberdade, retrata tão bem a realidade que em decorrer do filme, percebi que vivi ou conheci alguém que viveu o que estava sendo mostrado, o filme foi lançado no início do ano porém só tive conhecimento a pouco tempo, super recomendado para o público jovem e adulto, pois contem algumas cenas ” quentes ” não sendo recomendado para menores de 14 anos . Veja a sinopse em seguida o trailer.

Paulo (Cássio Gabus Mendes) está passando por dificuldades financeiras para sustentar as quatro filhas, Tina (Sophia Abrahão), Bella Camero (Bianca), Malu Rodrigues (Alice) e Clara Tiezzi (Karina), depois que anunciaram um novo aumento no aluguel. Quando ele avisa que eles precisam se mudar do apartamento onde vivem, na Barra da Tijuca (Zona Oeste do Rio), elas se comprometem em ajudar de alguma forma, começando a cortar despesas bobas e ajudando nas tarefas domésticas. Mas enquanto precisam lidar com essa novidade, o quarteto tem ainda outras experiências típicas, relacionadas a idade de cada um delas. Tina vem penando para conseguir um primeiro trabalho, ao mesmo tempo que vem se desentendendo com o namorado riquinho. Bianca, por outro lado, esconde uma relação misteriosa, diferente de sua irmã Alice,  ainda virgem, e as voltas com a famigerada primeira vez. Correndo por fora, Karina é a mais nerd da turma e anda atraindo as atenções de um dos colegas da escola, mas eles ainda não sabem bem ao certo como lidar com isso. Apesar dos conflitos, a união entre elas permanece e as experiências, tudo indica, irão contribuir ainda mais para manter a família unida.

Anúncios

6 comentários sobre “Confissões de adolescente

  1. Realmente é uma releitura de como era antes, unindo tudo o que a sua geração vive hoje, o engraçado é que algumas coisas nunca mudam, principalmente quando se trata de relacionamento homem mulher. Acho que eles poderiam ter ousado mais, e representado um pouco mais sobre a questão da homoafettividade. Pois é uma coisa muito atual.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s